De acordo com alguns estudos, praticar atividades físicas, de forma regular, pode ajudar a evitar doença renal crônica, cálculos, entre outros quadros relacionados aos rins.

Por exemplo, na Turquia, o Hospital Estadual Konya Numune examinou 139 pessoas e das que eram mais ativas, contavam com uma função renal mais preservada se comparadas com as que eram sedentárias. Por que isso acontece? Uma explicação plausível é que esse fato recai na hipertensão e no diabetes, enfermidades que costumam lesar esse par de órgãos. Mas quando há prática esportiva, não só diminui o risco delas surgirem, como controla essas doenças.

Além disso, correr, por exemplo, tende a evitar os dolorosos cálculos renais. Segundo um experimento nos EUA, mulheres que praticavam exercícios físicos tinham um risco menor de apresentar essa condição. Afinal, através do esporte era possível ajustar a maneira como o organismo lida com moléculas que formam essas pedras. E não para por aí: quem se mexe fisicamente, também colabora com a proteção de tumores renais.

Porém, tem uma condição: é preciso cumprir, aproximadamente, 150 minutos de uma atividade física toda semana. Se possível, com ajuda profissional e muita disciplina!