Você sabia que uma corrida promove adaptações positivas nos ossos, ligamentos, tendões e na cartilagem? De acordo com especialistas, dar voltas no quarteirão do seu bairro pode sim fortalecer os músculos dos membros inferiores, que para quem não sabe: eles são nossos amortecedores naturais. Sem falar, que suar a camisa ajuda a queimar aquelas calorias extras e é uma ótima forma de prevenir a obesidade e outros quadros que conseguem interferir na nossa qualidade de vida.

Caminhar também é um exercício físico que só traz benefícios, afinal, não sobrecarrega o coração e o risco de ter alguma lesão é bem pequeno. Fora que é uma grande aliada do emagrecimento, relaxa e tem a capacidade de controlar dois temores: flacidez e celulite. E essa atividade ajuda na qualidade do sono e, até mesmo nossa capacidade de memorização. Para quem não sabe, essa e a prática de outros exercícios melhoram muito as sinapses neurais de uma pessoa porque tem o poder de elevar a oxigenação do cérebro.

Claro que é importante levar em conta os nossos limites. Ultrapassá-los pode levar a consequências nada saudáveis. Por exemplo, na corrida se a sobrecarga for inadequada, alguns danos, por mais reversíveis que sejam, podem surgir sim. Então vá com calma e tente não pular etapas. Procure um profissional para que ele ajude nessa missão e complementar com outra modalidade, pode ser bem benéfico. Aliás, aqui no Studio, o que não falta é aula para dar um up a mais na corrida ou na caminhada. Enfim, o fundamental é não ficar parado. Veja qual dessas duas atividades combina mais com o seu estilo e vá em frente!