Você sabia que a diabete é o novo mal do século e, que atinge, pelo menos, 350 milhões de pessoas? Essa doença é caracterizada pelo nível elevado de glicose no sangue, que pode ocorrer por alguns fatores, como defeitos na secreção ou na ação do hormônio chamado de insulina. Aliás, esse hormônio é produzido no pâncreas, pelas células beta e, tem por objetivo promover a entrada de glicose para que elas possam ser aproveitadas para diversas atividades celulares.

Quem passa por essa enfermidade, é necessário ter um acompanhamento médico, para que o profissional possa recomendar os tratamentos mais indicados para cada caso e conviver com a doença da melhor forma possível. Mas aqui já vai uma dica, que pode fazer toda a diferença na rotina de um paciente: o exercício físico, que tem o poder de melhorar o aproveitamento da glicose pelos músculos. Como consequência, essa atividade física pode reduzir, em alguns casos, as doses de medicamentos e prevenir problemas recorrentes à doença em questão, como alteração nos nervos, rins e coração.

Geralmente, o mais indicado é praticar exercícios, entre 30 a 60 minutos por dia. Mas vai depender de cada quadro, sendo assim, o melhor é buscar uma consulta médica especializada para saber a intensidade e quantidade necessária. Dentre as opções, uma ótima escolha é a corrida, caminhada, entre outras. Essas atividades conseguem melhorar o aproveitamento da glicose, que reduz a chamada gordura visceral, que encontramos ao redor de órgão, como o coração.

Viu como o exercício pode ser um remédio natural, onde os efeitos colaterais são os melhores?

Em uma escala de 0 – 10, quanto você está cuidando da sua saúde?